+ Valores na Administração

Administrando no Século XXI

Religião e administração podem andar juntos?

Posted by Sidnei em 16/01/2010

clip_image002Uma questão que é muito debatida, em grupos de estudos de administração além de ser assunto de uma diversidade de livros, cujo autores vão do magistral Peter Drucker, chegando até o nosso Augusto Cury. Mas esse assunto é mais antigo do que se pensa. Se remontarmos ao grande legislador Hebreu, Moisés, que conseguiu conduzir a sua “empresa”, o povo hebreu, tinha uma missão, visão, estratégias definidas, plano de ação e tudo mais. Retirou o povo hebreu do Egito, utilizando das suas ferramentas e dos seus contatos, caminhou para a Terra Prometida durante 40 anos afim de que as velhas crendices ficassem pelo caminho. Jesus o maior de todos, que estabeleceu o mais elevado código ético-religioso que esse planeta já viu, também tinha fixado a sua missão e o plano de ação.

clip_image002

Em pleno século XXI em meio a inúmeras tecnologias wifi´s, wireless, blue Ray, notebooks, etc, quem administra qualquer segmento, e não possui um código de ética religiosa para lidar com os seus tutelados, está parado no tempo e deixa-se levar por qualquer brisasinha. Quando falo código ético, não quero dizer o famoso código de ética da empresa, e sim os valores de sustentação da empresa em todas as ocasiões. Valores de relacionamentos nas amizades, relacionamentos nos negócios e honestidade. Futuramente estaremos falando de do Q.S. (Spiritual Quocient), mas agora tenho que responder a pergunta título. Administração e religião devem andar juntos, estar juntos e viver juntos. Por que o administrador tem que ser duas pessoas diferentes? Dentro da empresa é o profissional, fora da empresa é um ser humano normal, com sentimentos, emoções e sensações. Deve-se trazer o melhor do ser humano para as duas situações: dentro da empresa e fora dela, deve buscar sempre o melhor naquilo que se está fazendo, seja na gestão da empresa, dirigindo um carro ou até saindo com os amigos. É nesse ponto que entra a religiosidade, a sua espiritualidade, todos os valores adquiridos.

Cultivar valores de engrandecimento do ser humano é o caminho para garantir a coerência entre a identidade da empresa e a prática da gestão. Isso é século XXI! Isso é sobrevivência empresarial!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: