+ Valores na Administração

Administrando no Século XXI

Para que as empresas existem?

Posted by Sidnei em 03/07/2011

Você já parou para perguntar, porque as empresas existem? É uma pergunta que no mínimo você vai levar um tempo para responder, e absolutamente não vai ter certeza da resposta. Me deparei com essa questão filosófica e fiquei divagando na finalidade de trilhões de empresas vivas no mundo.

image

Analistas financeiros, acionistas e executivos responderam que as empresas existem principalmente para proporcionar retorno financeiro.

Economistas podem dizer que as empresas existem para fornecer produtos e serviços e assim tornar a vida humana mais fácil e agradável.

Políticos, por sua vez, parecem acreditar que as empresas existem para servir ao bem comum: criar empregos e assegurar uma plataforma econômica saudável para todos.

Outros poderão dizer que é simplesmente “servir ao cliente”.

Em vista de tantas respostas, recorri ao meu preferido Best Seller: A Empresa Viva de Arie de Geus. Ele discute muito esse assunto, até porque no meu ponto de vista (e no dele também) estamos falando do conceito “Empresa Viva”. E como todo organismo vivo ela existe primeiramente para procurar sua própria sobrevivência e seu desenvolvimento(entenda: conhecimento holístico interno e externo), depois realizar o máximo de seu potencial e crescer espiritualmente o máximo possível.

image

As teorias acima da razão existencial das empresas tornam-se secundárias, ela não existe unicamente para retorno financeiro, ou para os clientes ou para gerar empregos, da mesma forma que eu e você não existimos unicamente em função do emprego em que trabalhamos, ou da carreira. Nós somos uma entidade viva e única em todo o universo. Nós existimos para: sobreviver e prosperar. O trabalho é um meio para chegar a esse fim! Entendeu?

Pensemos o seguinte: se propusermos que a verdadeira finalidade de uma empresa viva é sobreviver e prosperar a longo prazo, então as prioridades da gestão dessa empresa são muito diferentes dos valores apresentados na maior parte dessa “moderna” literatura consumista de práticas e métodos de reduzir custos ou cortar os pulsos! Os grandes gestores e CEO´s tomam decisões como se a empresa fosse um ser finito e de curta duração, não se preocupando com o que irá acontecer daqui a cinco ou dez anos.

Você não dirige a sua vida projetando só o dia de hoje, mas sim vislumbrando um futuro agradável, uma situação estável e coisas desse tipo.

Saímos da era do capital, passamos para a era do conhecimento e estamos agora na era espiritual.

O objetivo da empresa é prosperar o máximo possível explorando todo o potencial dos colaboradores, alinhando objetivos pessoais a objetivos globais.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: