+ Valores na Administração

Administrando no Século XXI

Feliz Natal?

Posted by Sidnei em 24/12/2010

O Vídeo abaixo, parece realmente uma propaganda do governo mexicano sobre o seu sistema de saúde! Sé é eficaz ou não, só perguntando para eles! Mas o fato maior é a dedicação de Margarita Soares, sua resignação e seu amor para com o neto. Observem e vejam o quanto de atitude, carinho e amor essa senhora pequenina tem!

FELIZ NATAL

 

Amor + Dedicação = Seguindo os passos do Mestre

Posted in Uncategorized | Leave a Comment »

Crise na liderança?

Posted by Sidnei em 22/12/2010

Primeiro desculpar-me pelos imensos dias sem postar nada! Ligeiramente problemas com servidor de internet + dias sem estar conectado + dias negociando com outro provedor + problemas com notebook + e por aí vai…

image

Mas nesse longo tempo com idéias aflorando, a mente “bombando” coisas e os olhos observando, reflito na idéia novamente da liderança. Palestras com “n” temas são assistidas, “n” livros escritos/lidos, e o Monge e o Executivo continuam brigando, destoando por pedaços de humildade e orgulho na mesma pessoa. A observação franca é capaz de nos levar a profundos questionamentos: até quando o personalismo individual e a estupidez contemporânea dos chefes ditarão a ordem dentro do micro-cosmos? Até quando esses chefes, ditaram a nossa forma de ser e de ver o mundo, sendo que cada pessoa no mundo é absolutamente diferente das outras?

image

Mas ao mesmo tempo a esperança se renova e falo – os tempos são chegados, e eles sucumbirão, e a nova geração chegará para saciar a sede de líderes morais. A geração dos que empurram será substituída pelos que puxam, pelos que falam, fazem e dão exemplos de dignidade e humildade.

Todos os chefes de todos os lugares deveriam por Lei normatizada, realizar pelo menos uma vez por semana trabalhos voluntários! Carregar uma cesta básica, fazer sorrir uma criança, visitar um doente, abraçar um idoso… cultivar a humildade não é nada mais do que fazer um beneficio para si mesmo. Como mudaria a visão de gerenciamento se tivessem um pouco mais de humildade e caridade.

 

 

 

 

4 Dize-nos, quando sucederão essas coisas, e que sinal haverá quando todas elas estiverem para se cumprir?

5 Então Jesus começou a dizer-lhes: Acautelai-vos; ninguém vos engane;

6 muitos virão em meu nome, dizendo: Sou eu; e a muitos enganarão.

7 Quando, porém, ouvirdes falar em guerras e rumores de guerras, não vos perturbeis; forçoso é que assim aconteça: mas ainda não é o fim. 8 Pois se levantará nação contra nação, e reino contra reino; e haverá terremotos em diversos lugares, e haverá fomes. Isso será o princípio das dores.

É só o principio…

Posted in Uncategorized | Leave a Comment »

Campanha Publicitária?

Posted by Sidnei em 23/10/2010

Existem campanhas e campanhas publicitárias. Umas nos inspiram muita revolta, outras muito consumismo e poucas valorizam aqueles que leem e apresentam valores morais. Por isso homanegeio todas as campanhas inteligentes, com a propaganda do Citibank:

clip_image002

 

"Dinheiro só chama dinheiro, não chama para um cineminha, nem para tomar um sorvete."     

image

 

"Não deixe que o trabalho sobre sua mesa tampe a vista da janela."    

image

"Não é justo fazer declarações anuais ao fisco e nenhuma para quem você ama."            

image

"Para cada almoço de negócios, faça um jantar à luz de velas."

image "Por que as semanas demoram tanto e os anos passam tão rapidinho?" 

image

"Quantas reuniões foram mesmo esta semana? Reúna os amigos."        
"Trabalhe, trabalhe, trabalhe. Mas não se esqueça, vírgulas significam pausas…"
                              

image

"…e quem sabe assim você seja promovido a melhor (amigo / pai / mãe / filho / filha / namorada / namorado / marido / esposa / irmão / irmã.. etc.) do mundo!"

image

"Você pode dar uma festa sem dinheiro. Mas não sem amigos."         

image

 

E para finalizar;        
"Não eduque seu filho para ser rico, eduque-o para ser feliz. Assim, ele saberá o valor das coisas e não o seu preço"

Posted in Uncategorized | Leave a Comment »

Retorno de investimento?

Posted by Sidnei em 10/10/2010

A cada dia que passa o investimento em tecnologia de informação e automação nas empresas, é cada vez mais imprescindível e assustador. O simples fato se uma máquina de processo ficar obsoleta pode acarretar em prejuízos para a empresa. Um dos principais sintomas que se verifica é quando a manutenção se torna constante e há uma falta de peças no mercado, ou o próprio fabricante não realiza mais nenhum tipo de reparo recomendando terceiros que não são confiáveis.

image

Mas quando falamos em automatizar processos, ou trocar a tecnologia da linha, 10 em cada 10 gerentes se preocupam primeiro no quesito $. Quanto irei ganhar? Quanto de economia posso ter? Qual o custo? As perguntas são totalmente pertinentes e devem ser feitas pela equipe de planejamento. Mas só elas não bastam, pois as vezes focamos nos valores mensuráveis e esquecemos daqueles que não conseguimos medir.

Em certos casos fica evidente que a tecnologia trará benefícios nas duas partes. Mas a questão principal é viabilizar maior produtividade e/ou redução de custos operacionais, aliando confiabilidade nos resultados e praticidade na operação, sem perder a qualidade. Mas o que eu quero ressaltar ainda não é esse aspecto…

O retorno de investimento pode ser analisado de maneira direta contabilizando:

. Aumento de faturamento – capacidade produtiva foi incrementada, logo há o aumento da demanda de serviços.

. Redução de custos – utilizando a melhor utilização dos recursos materiais ou humanos.

image

Retorno não financeiro (indiretos) – são os ganhos que não podemos contabilizar, mas que com certeza devem ser analisados muito cuidadosamente e criteriosamente. Difícil de mensurar devido a suas variáveis. Itens como: maior agilidade no atendimento dos clientes, redução da margem de erros, eliminação de re-trabalhos, clareza e facilidade na tomada de decisões, fidelização de clientes, facilidade de identificar tendências e novos objetivos estratégicos, representam um ganho enorme para a organização. Um idéia com respeito a agilizar um processo burocrático deve ser bem vinda e valorizada. Imagine quanto se ganha em um investimento de fidelização de clientes? A médio e longo prazo obterão resultados. Por isso valorizar idéias, estudar maneiras para enfatizar mais a agilidade no processo, são itens que dão retorno! Não devemos só focar em tecnologia e máquinas, mas em pessoas. E lhe digo uma coisa, pode aparecer qualquer tecnologia, a mais moderna, a manutenção, mesmo assim, vai continuar existindo! É claro que melhor e com mais instrumentos de identificação e reparação.

Posted in Uncategorized | 1 Comment »

Sem fronteiras?

Posted by Sidnei em 25/09/2010

Hoje fica fácil e atual falar sobre fronteira das empresas, pois estamos vivendo nesses últimos anos no mundo globalizado. Mas no final da década de 80, isso era uma profecia, que vinha se desenhando, causando medo em algumas empresas e temor em outras. Nos acervos administrativos existe mais uma das histórias de Jack Welch acontecida numa palestra em março de 1990, ele faz então uma predição do que estava para chegar: “os vencedores da década de 1990 serão aqueles que desenvolverão uma cultura que permita a eles se movimentar com mais rapidez, se comunicar com mais clareza e envolver todas as pessoas no processo de atender cada vez mais clientes mais exigentes.”

image

Os meses passaram e as barreiras geográficas perderam sua importância com a globalização, houve redução dos níveis hierárquicos e reestruturação, e várias empresas simplesmente saíram do mercado, por não sustentarem os rumos da década de 1990 (crises, crises e crises). O Sr Welch, naquela época já difundia a cultura da empresa sem fronteiras. É só observar as grandes corporações de sucesso sua estrutura é: gerência nos Estados Unidos, fábrica na China, telemarketing na Índia e posto de venda no Brasil. Nos últimos anos, estamos recebendo as notícias das grandes fusões em diversos setores, isso é exatamente a conseqüência da quebra de barreiras! Alguns mercados, em alguns anos, ficaram na mão de poucas empresas, o que é muito prejudicial para os clientes.

As barreiras atualmente são outras que não foram pensadas na época como: cultura organizacional, legislação e desenvolvimento auto-sustentável.

Para finalizar o Sr. Welch comparou uma empresa sem obstáculos com um projeto de avião. Quando estão projetando um avião de alto desempenho, os engenheiros trabalham incessantemente para eliminar ou nivelar as saliências que produzam obstáculos. O resultado é um projeto limpo , que se desloca com rapidez.

image

Fácil é transformar uma empresa, difícil é transformar chefes e gerentes em líderes!

Posted in Uncategorized | Leave a Comment »

Inovação é diferente de criatividade?

Posted by Sidnei em 11/09/2010

Para quem pensa que os dois são iguais, faço o convite para ler o artigo, e para quem já sabe que são diferentes, continuo fazendo o convite.

image No grande dicionário que é o pai dos inteligentes, está descrito que criatividade é “Capacidade criadora; engenho, inventividade”. A criatividade é a base para um grande processo de melhoria. É isso mesmo: melhoria! Inovação é diferente. No dicionário está simplesmente “Ato ou efeito de inovar”! Criatividade é estimulada. Idéia é motivacional. As duas características são inerentes ao ser humano, e estão sempre presentes nas soluções de trabalhos. Vamos exemplificar. Se o homem primata não fosse inovador, não teria inventado a roda, os instrumentos de caça, de pesca e utensílios de cozinha. A partir daí tudo que foi feito, foi um processo de criatividade em cima desses itens que eu citei. Ser criativo é partir de um ponto e subir para outro. Ser inovador é fazer um ponto novo!

Inovações sempre irão mudar hábitos, processos e culturas. O telefone fixo foi inventado ou foi melhorado? Melhorado, pois sofreu um processo de criatividade do irmão mais velho o telegráfo. O celular foi um processo total de inovação. Ela transformou o processo de fabricação de telefones, alterou hábitos, e transformou a cultura de todo um planeta! A partir desse processo, foi adicionado a câmera, a filmadora, a internet e outros acessórios. Simplesmente passou por um processo de criatividade o aparelho celular. O processo inovador e essencial dele continua lá: falar com alguém, em qualquer hora e em qualquer lugar! O resto é secundário!image

Trabalhar com inovação é desafiadora, pois ela não acontece toda hora! Criatividade não! Já temos a todo momento, resolvendo aquele problema do brinquedo do filho, realizando um pequeno reparo em plena tarde domingo, ou seguindo para um determinado lugar, por um caminho diferente.

Inovação é algo a mais, é como se fosse uma inspiração, é maior, é ser visionário!!

Concordam?!

Posted in Uncategorized | Leave a Comment »

Você acredita na eficácia da liderança diretiva?

Posted by Sidnei em 28/08/2010

 

clip_image002

 

No quadro ao lado você pode verificar que segundo as literaturas que estudam os termos de liderança, que definem os quatro tipos de liderança.

Analisando bem friamente responderemos sempre que a melhor maneira de direcionar uma equipe é através do apoio, do treinamento e da delegação.O perfil diretivo será sempre visto, como um perfil de chefes sem flexibilidade que não dão um mínimo de apoio e incentivo para a sua equipe. Mas também temos que analisar o perfil da equipe liderada. Um grande exemplo disso é uma história real representada no

clip_image002[6]

filme “Coach Carter”. Em uma escola do subúrbio da California, Richmond High, existe um time de basquete totalmente indisciplinado, sem empenho mas com alta competência individual. Após uma temporada desastrosa, Ken Carter (Samuel L. Jackson) um bem sucedido empresário, aceita treinar esse time que na última temporada ganhou apenas quatro partidas em vinte e sete. Carter enfrenta a indisciplina de seus alunos para torná-los campeões. Para isso, ele logo arma um regime duro de regras escritas, que inclui a forma dos alunos se comportarem dentro e fora da quadra, de forma que eles adquirissem o respeito deles próprios como os das outras pessoas da sociedade. Seu perfil: pessoa disciplinadora, exigente, estabelece as estratégias da sua maneira, não permite discussões e que ninguém o diga o que fazer.

 

clip_image002[8]A sua equipe mantinha um perfil D2 – veja quadro ao lado. Então percebemos que para uma equipe de boa competência, mas de baixíssimo grau de comprometimento consigo mesmo e com a empresa, permite que se tenha “líderes” com alta ênfase no comportamento “faça do jeito que eu quero”!Por que desse modo, os dois poderão se complementar, além de aprenderem juntos e melhorarem em seu comportamento.

Faço o convite para assistirem a esse filme, não contarei o final, apenas demonstrarei que o técnico faz todo o trabalho com o time a duras penas e consegue sair sair do comportamento diretivo (E1) para o comportamento de apoio (E3). O time assimilando a sua mensagem sai do comportamento D2, e se torna autoconfiante sobe para o grau D4 – com alta performance em quadra e fora delas. Para quem gosta do tema liderança comportamental, aí está uma bela dica!

image

 

 

 

 

Posted in Uncategorized | Leave a Comment »

65 anos, é preciso comemorar?

Posted by Sidnei em 08/08/2010

clip_image002Nessa última sexta-feira, dia 06/08 às 8h15, horário do Japão, no Parque Memorial da Paz, milhares de pessoas fizeram um minuto de silêncio em memória às vítimas, do terrível “Little Boy” que foi cuspido da cloaca do Enola Gay. Estou falando da tragédia acontecida há 65 anos – Bomba Atômica. O horário, foi o momento exato em que a bomba atingiu o solo de Hiroshima. Três dias depois a “Águia” voltaria a soltar outra bomba, agora batizada de “Fat Boy”, sobre a cidade de Nagasaki. Onde 9 dias depois o Japão decretava sua rendição, com isso o fim da Segunda Guerra mundial. Totalizando as duas bombas temos mais de 114 mil vítimas diretamente, sem contar dos efeitos radioativos daqueles vieram a falecer posteriormente.

Apesar do Dr. Openheimer ter afirmado a todos os ventos, após os testes nucleares “Eu sou a morte!”, eu acredito que poderia ter sido muito pior. Existe um fato muito importante na história da 2° Guerra Mundial, que os livros de história não contam, mas está registrada na História Mundial.

Joseph Gleber, nasceu na Alemanha no dia 15 de agosto de 1904, filho de judeus, sofreu muito preconceito na sua infância e juventude. Formou-se em física pelo intituto de Física da Alemanha. Após ter mudado para Viena, estudou medicina e conheceu a jovem Herta Mislooy, com quem casou-se. Dessa união nasceu em 1935 o primeiro filho, Rudolph e em 1936 nasce Kleine. Devido aos seus estudos e conhecimentos na área física, foi chamado para estudar com o cientista italiano Enrico Fermi e Oppenheimer Von Braw, realizando pesquisas na área atômica, com a orientação de Einsten. Obtendo sucesso nas pesquisas, consequentemente chamou a atenção do governo alemão, que convidou uma equipe de cientistas para realizar um estudo de um novo combustível. Justamente nessa época, todo o pais se encontrava sob o domínio e sugestão do 3° Reich. Como era previsto, toda a pesquisa estava sendo realizada por partes, cada cientista tinha uma laboratório, mas nenhum deles sabia dos testes e resultados obtidos do outro cientista. Tudo estava sendo realizado por partes e muito bem monitorado pelos alemães, que tinham muita urgência para que tudo ficasse pronto. Então o Dr. Gleber, começou a desconfiar das pesquisas e decidiu diminuir a velocidade de trabalho, propositalmente estava atrasando o resultado final. O tempo sendo o seu inimigo, então chegou a sua vez, todos os outros cientistas já haviam concluído o seu trabalho, ficava faltando a última peça do quebra cabeça: Dr. Joseph Gleber. A partir desse momento a situação ficou clara para ele, que pôde constatar que tudo aquilo visava a construção da tão sonhada bomba atômica da Alemanha. Mesmo sendo coagido e ameaçado de morte, não só ele, mas toda a família, Dr. Gleber corajosamente, seguindo seus valores morais decidiu que não terminaria sua parte. A conseqüência de sua decisão, terminaria no dia 13 de abril de 1942, onde ele com apenas 38 anos, sua mulher Herta, e seus filhos com 7 e 6 anos respectivamente, foram levados para o forno crematório.

Devido a coragem e a intuição de Joseph Gleber o 3° Reich, não se elevou sobre toda a humanidade, por não obter a tecnologia da bomba atômica – o cogumelo da morte. Fica minha humilde homenagem a esse homem. Na atualidade onde todos falam de destruição, apresento o relato de alguém que fez prevalecer com firmeza a sua decisão. Fica na imaginação de cada um, o que aconteceria se a águia nazista tivesse o poder atômico de destruição.

Sobre Opheimer e as bombas da águia americana, aí… é outra história.

NOTÍCIAS SOBRE OS 65 ANOS DA BOMBA ATÔMICA

clip_image001

Sobrevivente da 1° Bomba

clip_image001[7]

http://g1.globo.com/mundo/noticia/2010/08/o-brasil-e-o-paraiso-diz-sobrevivente-da-bomba-de-hiroshima.html

Quando abriu os olhos, Takashi Morita viu tudo queimado. "Fui arremessado 10 metros à frente. A bomba espalhou no ar. Machucou muitas pessoas, muitos morreram. Era manhã, as pessoas estavam trabalhando, as crianças estavam indo pra escola", conta o então policial militar – hoje dono de uma mercearia em São Paulo – que trabalhava em Hiroshima no dia 6 de agosto de 1945, quando a primeira bomba atômica explodiu no mundo. Quem sobreviveu ao inferno, conta que o cenário era de pessoas queimadas, andando com as tripas arrastando pelo chão, a pele pendurada, pedindo água e implorando por socorro.

Hibakushas – como são conhecidas as vítimas que sobreviveram à bomba – vieram para o Brasil e se estabeleceram por aqui.

 

 

 

Folha de São Paulo

http://www1.folha.uol.com.br/mundo/778795-horror-atomico-de-hiroshima-nao-pode-se-repetir-diz-premie-do-japao.shtml

O Globo – G1

http://g1.globo.com/mundo/noticia/2010/08/o-brasil-e-o-paraiso-diz-sobrevivente-da-bomba-de-hiroshima.html

Fotos Históricas

http://g1.globo.com/mundo/fotos/2010/08/veja-fotos-historicas-da-bomba-atomica-de-hisroshima-em-1945.html

New York Times

http://www.nytimes.com/2010/08/07/world/asia/07japan.html?_r=1&hp

Posted in Uncategorized | Leave a Comment »

Você é uma pessoa mais ou menos?

Posted by Sidnei em 01/08/2010

image

Você é uma pessoa que quando erra no trabalho ninguém reclama, muito menos o seu chefe? Seu superior lhe passa tarefas corriqueiras, sem desafios expressivos para realizar?

São perguntas para refletir. Se uma pessoa erra pouco e faz um trabalho de excelente qualidade, quando erra é um verdadeiro escândalo! Assim também acontece com as empresas. Lembra do recall da Toyota?? A repercussão que teve no mundo todo, principalmente nos Estados Unidos? Pois funciona assim, exigisse mais de quem tem mais qualidade. Se a Toyota tivesse honrado suas origens, acredito que nada disso teria acontecido. Quem se aproveitou foram os concorrentes. O mesmo acontece com diversas profissões: médicos, cirurgiões, advogados, dentistas, engenheiros e com qualquer um dentro da empresa. Se uma pessoa reconhecida pela sua retidão moral e ética cometer um desvio moral ou ético, causará um escândalo. A verdade é que quanto mais qualidade você tiver, mais será exigido e cobrado por isso.

image

A questão que pode passar pela mente é: será que vale apena lutar pela qualidade, pela excelência? Será que ser ético ou moral vale mesmo o esforço? Não é melhor ser uma pessoa “mais ou menos”? Sempre será louvável lutar e buscar constantemente a excelência! Esse é um ponto verdadeiro! Quanto vale ser uma pessoa respeitada e admirada? Quando vale ser uma marca respeitada? Não tem preço, não tem valor mensurável. Quando se comete o erro, há uma grande decepção, mas é exatamente por esse respeito criado.

Quanto melhor você for, mais exigido será de você, mais desafios chegarão até sua mesa! E isso é muito bom!

“A quem muito foi confiado, mais será exigido” – Lucas 12:48.

Posted in Uncategorized | Leave a Comment »

Vender a Alma?

Posted by Sidnei em 11/07/2010

As vezes no cotidiano do profissionalismo, enfrentamos situações difíceis e o resultado nos leva a uma determinada indignação e até mesmo a revolta.

Principalmente quando são colocados frente a frente seus valores(vide texto valores e princípios) e as determinações, ou ordens empresarias. Em algumas empresas é até comum, que os gerentes, chefes de departamentos(coloco chefe, porque o termo “líder” será analisado em outros aspecto), passem a seguir como valores primordiais da vida, os valores que a empresa adota como diretrizes “absolutas”. Sob essa ótica verificamos que o titulo desta semana, continua a ser empregado em muitos, mas muitos casos em decisões dentro das fortalezas empresariais.

Quanto vale dar uma sugestão ou tomar uma decisão, sabendo que isso irá desagradar a sua consciência? Dar uma idéia só para agradar o “Big Boss” e ficar sendo hostilizado, ou conhecido por nomes que não nos cabe citar, quanto vale? Quanto vale a sua consciência?

clip_image002

Ao pensar neste assunto, vejo pela TV um episódio da série Roma, uma parte em que o grande Cesár chama o veterano da 13º legião, Voreno que é conhecido pela sua ética e respeitado pelo povo devido as suas atitudes de justiça. César convida Voreno para ser um senador romano, seu aliado pela república. Apesar de ser um convite do grande chefe e contar com salário altíssimo em relação com o que ele ganhava, Voreno muito categoricamente recusa, pois ele não saberia discursar, em favor de César que era um ditador. Um exemplo bem simples, mas que serve para uma boa reflexão nossa. É possível mensurar os valores que eu sigo? Se a nossa resposta for sim, então somos pessoas vulneráveis, barcos a solta no mar agitado. Já dizia o venerável Barão de Itararé “uma pessoa que se vende, sempre recebe mais do que vale”.

image

Estabeleçamos o nosso guia ético, e sejamos fiéis a nós mesmos! Se o Maior de todos tivesse renunciado ou até mesmo realizado uma atitude de tudo aquilo que ele pregou, nós não teríamos o maior tratado de amor que esse planeta possui – as Bem Aventuranças.

Ah! Para finalizar, Voreno depois aceitou o convite de César, com o intuito de realizar benefícios para a sua região, mas isso já é outra história.

clip_image002[5]

Posted in Uncategorized | Leave a Comment »